Mensagem aos Visitantes

Gostaria de informar às pessoas que acessam este blog que a parte das informaçôes postadas neste blog são baseadas em minha experiência como diabético e em acessos a demais fontes de informação sobre o tema e, quando houver, com o link correspondente ao final de cada post. Portanto, acima de tudo, a preocupação é com a disseminação de notícias e dicas para facilitar o dia a dia do diabético.

Gostaria de lembrar também que é MUITO importante para nós que vocês votem na enquete "qual o tipo do seu diabetes?", pois poderemos ter um maior controle do público alvo que estamos atingindo.

Gostaria de avisar também que agora temos uma página dedicada para receitas diet. Acessem sempre que toda semana terá uma nova receita.

Modelo de Aplicação de Insulina

Loading...

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

CINCO FATORES QUE AJUDAM NO DESENVOLVIMENTO DO DIABETES TIPO 2.

      Como todos desejavam, seguem abaixo 5 fatores que, com certeza, ajudam para se ter o Diabetes tipo 2:

  1. Você é uma maçã ou uma pêra?
      Você sabia que ter uma forma de maçã em vez de uma forma de pêra - mais gordura em torno de sua cintura do que em torno dos quadris - aumenta o risco de diabetes tipo 2? Para determinar sua forma basta tomar uma medida de fita (um flexível é o melhor) e colocá-lo confortavelmente (não apertada) ao redor de sua cintura. Faça o mesmo um pouco abaixo da cintura. Compare a largura da cintura para o número abaixo. Se a largura da cintura é igual ou maior do que os números abaixo, você tem muito peso em torno de sua cintura e estão em maior risco de desenvolver diabetes tipo 2.


  • Homens: acima de 40 polegadas;
  • Mulheres: mais de 35 polegadas.


    2.  Você já viu o tamanho do seu prato inflar?

      De acordo com especialistas no assunto, nossa percepção do que é a quantidade adequada de comer numa refeição principal tem estado cada vez mais distorcida. Um dos agravantes para essa confusão é a falta de padrão do tamanho dos recipientes, fazendo com que você acabe comendo demais.


  • Um punho = 1 xícara;
  • Palma da mão de uma mulher = 3 oz;
  • Palma da mão de um homem = 5 oz;
  • ponta do dedo = 1 colher de chá.


   3.  Você já desenvolveu Diabetes Gestacional?

      O diabetes gestacional (DMG) é o diabetes que se desenvolve durante a gravidez. Na maioria dos casos, essas mães nunca tiveram o diabetes antes, e depois vai embora após a gravidez. Mas, infelizmente, nem sempre é o fim da história.



      Uma vez que você teve GDM suas chances são 2 em 3 que ele vai voltar em futuras gestações. E as mulheres que tiveram diabetes gestacional tem 7 vezes a mais de chances de desenvolver diabetes tipo 2 do que em mulheres que não tiveram diabetes na gravidez. Como você pode reduzir seu risco?


  • Fique ativa: O exercício regular pode ajudar a prevenir diabetes tipo 2. Além disso, ele pode ajudar você a perder peso, controlar o estresse e se sentir melhor;
  • Amamentar: Se possível, amamentar seu bebê. Amamentação pode fornecer benefícios a curto e longo prazo para seu bebê e para você;
  • Converse com seu médico: Certifique-se de dizer a seus prestadores de cuidados de saúde que você teve o GDM;
  • Faça o teste: Se você tivesse GDM, você deve ser testado para o diabetes 6-12 semanas após o parto e pelo menos a cada três anos depois;
  • Perder peso:. Você é mais do que 20 por cento sobre o seu peso ideal? Perder alguns quilos pode ajudar a prevenir o diabetes tipo 2;
  • Limitar a gordura a 30 por cento ou menos de suas calorias diárias, e vê o tamanho da porção. Hábitos alimentares saudáveis pode ir um longo caminho na prevenção da diabetes e outros problemas de saúde.


   4.  Você é um Mestre em Inventar Desculpas?

      Enquanto você pode tentar exercitar frequentemente, você se encontra fazendo desculpas por pura preguiça? Ao pular uma caminhada rápida ou um trabalho de rotina, muitos acham que se livram de um problema. Aqui estão algumas maneiras de construir o exercício em sua rotina regular e diminuir o seu risco de diabetes tipo 2:
  • Quando estiver trabalhando em sua mesa por um período prolongado de tempo, construir pequenas pausas em seu dia;
  • Use as escadas em vez do elevador. Se for necessário, tomar a parte do elevador do caminho e as escadas o resto do caminho, então, gradualmente, aumentar o número de pisos que você subir, você se torna mais apto;
  • Se for seguro fazê-lo, estacionar o seu carro em uma parte distante do estacionamento do escritório de modo que você pode aumentar a quantidade de caminhar você faz no seu caminho para dentro Se você usar o transporte público, desça um ponto ou dois antes e caminhar até seu destino.


   5.  Você já desistiu de fazer Check-Up?

      Com agendas lotadas de hoje e as obrigações diárias, é fácil esquecer ou abandonar uma visita programada com o seu médico. Além disso, se você se sentir um pouco mais pesado, mais estressada ou ter comido menos alimentos saudáveis, as chances de você querer evitar esse check-up são maiores que no ano passado. Mas, visitar um médico regularmente é uma das melhores maneiras de controlar sua saúde, para pedir instruções edicas de como diminuir o seu risco de desenvolver o Diabetes tipo 2.
  • Faça um exame de glicemia antes de visitar o seu médico. E levar essas questões e orientações saudáveis para aproveitar ao máximo sua visita;
  • Qual é a circunferência da minha cintura? (Um número saudáveis é de 40 polegadas ou menos para homens, com menos de 35 centímetros para mulheres);
  • Qual é a minha pressão arterial? (Menos de 120/80 é o ideal);
  • Você vai me dar um teste de glicemia em jejum? (Manter um cronograma de serem testados a cada três anos, após 45 anos de idade e pergunte ao seu médico para explicar os resultados do teste e fornecer dicas sobre como diminuir o seu número, se necessário);
  • Qual é o meu colesterol? (Colesterol total deve ser inferior a 200, com níveis de LDL inferior a 100 e os níveis de HDL mais de 40 mgs para os homens, 50 mg para mulheres);
  • Quais são alguns pequenos passos que posso fazer para ser saudável e evitar o diabetes tipo 2?


Ass,
Gabriel Cruz Freitas


OBS.: Quem quiser conferir o site de pesquisa, clique no título.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

PARENTES COM DIABETES

      Gente, acho que teve um detalhe que não ficou claro no post onde eu falo da diabetes gestacional.
      Eu disse que é possível engravidar se a mãe tiver acompanhamento médico e cuidar desde cedo da gravidez, mas o que eu não disse é que mesmo que a mãe tenha diabetes, o bebê não nascerá com diabetes, no entanto há uma enorme possibilidade da criança desenvolver diabetes, principalmente se for obeso, ou tiver outros parentes diabético e o bebê deve ser amamentado mesmo que a mãe tenha diabetes, o que pode acontecer é que se o bebê nascer prematuro talvez não consiga sugar direito.


Por,
Iara Balbino dos Santos.

Obs: mais informações no site, e procure o seu médico antes de qualquer coisa.


DiabeteNet

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

PODE COMEÇAR A COÇAR O BOLSO...

      Se você não é diabético, provavelmente não tem noção de como manter o tratamento. Agora, nós temos um argumentobem plausível.
      De acordo com o "R7.com.br" (o site oficial de jornalismo da Record), todos os diabéticos do tipo 1 e alguns do tipo 2 gastam cerca de 50% de um salário mínimo com fitas reagentes e insulina.
      Porém, digo por experiência própria: esse não é o único peso no nosso bolso.
      Os produtos que são mais apropriados para a nossa dieta, os diets e lights, estão cada vez mais caros, sendo que uma parte deles mal conseguem simular o gosto do produto original.
       Espero que essa postagem abra os olhos dos produtores de produtos para diabéticos, tanto alimentícios como farmacêutico.

Diabéticos gastam até 75% do salário com tratamento - R7

Ass,
Gabriel Cruz Freitas.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

HÁ SEMPRE UM MODO MAIS FÁCIL...

      Você é diabético e tem preguiça de anotar as medições? Acha que isso é puro desperdício de tempo?
Seus problemas acabaram!!!
      Foi criado um site em que você pode colocar todas as suas medições com segurança e praticidade. E não é só isso. O site calcula pra você a média de glicemias de um mês para o outro, ajudando no acompanhamento médico.
      Um outro ponto importante é que você pode também definir uma zona alvo, que seria mínimo e o máximo de miligrama de glicose por decilitro de sangue considerados normais.
      Porém, só recomendo este site para quem tem SEMPRE acesso à internet, seja por um aparelho móvel (iphone, ipod, ou algum outro "i"), seja por um fixo (PC).
      Se você deseja conhecer este site, basta clicar no título. Se o link não funcionar, por favor me avise através de um comentário.


Ass,
Gabriel Cruz Freitas.

Glicemias Online

domingo, 5 de dezembro de 2010

PARABÉNS "SOUDIABÉTICOEAÍ"!!!

É isso aí!
Por incrível que pareça, o "SOUDIABÉTICOEAÍ" chegou às duas mil visitas!!!
Gostaria de dedicar esta postagem a todos vocês que seguem e acompanham a evolução desta ponte de troca de experiências sobre essa doença que não deve ser encarada como uma doença, mas como uma condição de VIDA!!!!

Ass,
Gabriel Cruz Freitas

Este é o logo do blog. Se vocês gostam do blog e querem divular essa logo, abaixo está o link pra download.

Download - Logo "SOUDIABÉTICOEAÍ"

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

CUIDADO AO DIRIGIR


      Há três fatores que merecem atenção especial: hipoglicemias, hiperglicemias e complicações crônicas.
      O tratamento do diabetes mais intensivo, apesar de reduzir as complicações crônicas está associado a uma maior possibilidade de hipoglicemias e, portanto um maior número de pessoas pode estar sujeito a esse risco, enquanto estiver dirigindo.


HIPOGLICEMIAS

      Hipoglicemias moderadas alteram a capacidade de dirigir das pessoas, alguns problemas observados são desvios de direção, guinadas, saídas da pista, excesso de velocidade, condução lenta, freadas e acelerações, conforme artigo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego – Abramet.
      Prejuízos na direção veicular, como ultrapassagem de faixas contínuas, acelerações e freadas indevidas, já são observados mesmo com hipoglicemias leves. Em outro estudo, apresentado no Diabetes Care, em 2000, apenas 1/3 dos indivíduos estudados, trataram sua hipoglicemia ou pararam de dirigir, ao sentirem os primeiros sinais.
      É importante ressaltar que, muitas vezes, embora o paciente não esteja percebendo a hipoglicemia, sua capacidade de responder a direção já pode estar comprometida.
      Com a chegada dos análogos de insulinas de longa e ultra-rápida ação, a incidência de hipoglicemias diminuiu, mas ainda o mais importante é quem conduz o veículo e o cuidado que tem quando entra no carro. Um grande aliado na detecção de hipoglicemias é a monitorização contínua de glicemia. Mas, não pensem que apenas quem usa insulina precisa se preocupar em verificar a glicemia antes de dirigir. Também as pessoas com diabetes tipo 2 em uso de hipoglicemiantes orais podem vivenciar hipoglicemia durante a direção.
      Procure monitorar a glicemia antes de dirigir, tenha sempre reposição de carboidrato com você e aprenda a detectar, sempre que possível, os sinais precoces de uma hipoglicemia.


HIPERGLICEMIA

      Quanto à hiperglicemia, tanto a crônica quanto a aguda, também podem favorecer a perda da capacidade cognitiva e, portanto diminuir a capacidade de resposta às situações durante a direção de veículos, embora em alguns estudos esse quadro não se confirme.
      As complicações crônicas como retinopatia diabética, neuropatia diabética, e doença cardiovascular podem estar envolvidas com maior risco de acidentes de trânsito. Ao sentir mal estar, dor de cabeça, suor em excesso, alteração na respiração, cansaço, fraqueza, tremores e outros sintomas, fique atento, pare seu carro e faça um teste. Fica aí a dica: use seu monitor como medida de prevenção de acidentes sempre que for dirigir.
      Hoje existem no mercado diversos fabricantes de monitores de glicemia. E não esqueça de manter suas visitas médicas atualizadas.

      Se você gostou da imagem que está no início do texto, clique nele para que ele fique maior, e depois salve a imagem. A imagem está no tamanho 1024 x 768.

Ass,
Gabriel Cruz Freitas.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

PODER OU NÃO PODER COMER AÇÚCAR???


      A sacarose (açúcar de mesa) era considerada prejudicial para a saúde dos diabéticos. Alguns médicos e nutricionistas assumiram que os açucares de amido eram absorvidos com mais rapidez. Por isso, eles pensavam que a sacarose causaria uma enorme alteração na glicose, mas não é bem assim.
Vários estudos comprovaram que o açúcar nas comidas não aumentam a glicose no sangue mais do que o amido.
      Porém, a regra ainda permanece, você tem que ver com seu médico endocrinologista e/ou nutricionista sobre como lidar com o açúcar na alimentação, pois o açúcar não esta liberado totalmente.
      Quando você escolhe comer alimentos que contém açúcar, você precisa substituí-los em seu planejamento alimentar pelos alimentos com carboidratos, ou seja, deixa de comer esses últimos.

Por,
Iara Balbino Dos Santos.

http://www.asrotulos.com.br/diabetes.htm

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

RISCOS PARA O BEBÊ PODEM SER EVITADOS

      O excesso de glicemia pode penetrar na placenta e assim afeta o feto causando sérios problemas.
      Podem dar-se malformações como a espinha bífida, malformações a nível do esqueleto, deficiências cardíacas, entre outras. Numa mãe diabética existe também um risco maior do bebé morrer durante o último trimestre, ou mesmo nas primeiras semanas depois do parto.



      Porém, com o devido acompanhamento médico antes e depois do parto e o quase obrigatório PRÉ-NATAL, quase não há perigo de complicações.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

CÃO ALERTA AJUDA NO CONTROLE DA GLICEMIA

      Além do medidor de glicemia, existe um modo mais fácil de medir glicemia: através de um cão alerta!
      A explicação dada por cientistas seria de que quando o ser humano fica hiper ou hipoglicêmico, o corpo exala um cheiro que os cães percebem. Através disso, há a possibilidade de treiná-lo para quando sentir esse cheiro, avisar ao dono de algum modo. O modo mais comum de aviso é lamber as mãos do dono ou os pés até este tomar alguma providência. Porém, o cão não é o melhor modo, pois ele não lhe dirá medida exata.
      Abaixo segue o link da reportagem do jornal da Record, que trata exatamente deste assunto, só que no caso de uma criança.

P.S.: Recomendável para crianças.

Ass,

terça-feira, 2 de novembro de 2010

CARACTERÍSTICAS DO DIABETES

      O diabetes caracteriza-se principalmente por excesso de glicose (açúcar) no sangue.
      Quando se fala de diabetes do tipo 1, não ocorre ou não é suficiente a produção de insulina ( ela transporta a glicose até as células para transformá-las em energia assim evita a hiperglicemia ( grande concentração de glicose no sangue) . No tipo 2 as células resistem à insulina.
      No diabetes do tipo 1 é necessário tomar insulina para as células possam transformar em energia. No tipo 2 apenas uma dieta e exercícios físicos e até o uso de medicamentos são suficientes.
      As recomendações para a alimentação é igual para os dois tipos, sendo necessário que os diabeticos tenham uma alimentação cheia de regras tomando cuidado com a ingestão de açúcar. Além de tudo isso é possivel ter uma vida saudável e de qualidade com algumas trocas e inserindo alguns tipos de alimentos no seu dia a dia.


Por,
Iara Balbino Dos Santos.


Mais informações aqui no site:
http://idmed.com/Nutrição/Alimentação/alimentacao-saudavel-para-diabeticos.html

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

REDE SOCIAL PARA DIABÉTICOS

Clique no título da postagem para ter acesso a rede social TUDiabetes.
P.S.: Praticamente todos os membros são norte-americanos, portanto, a língua dominante é o inglês.

Ass,
Gabriel Cruz Freitas

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

AVISO IMPORTANTE!!!

      Queridos leitores diabéticos. Não deixem de anotar as suas glicemias. Isso é importantíssimo para a avaliação do seu médico, caso ele precise fazer alguma alteração em sua dieta ou na quantidade de insulina.
      NUNCA DEIXE DE TOMAR INSULINA (se a insulina faz parte do seu tratamento). Não adianta se revoltar, pensando que a dieta não vale a pena, que as consequências não são tão ruins. Isso é pura ilusão.
      Mantenham a esperança, continuem na luta e, como sempre digo, encarem o diabetes com alegria e atenção.

Ass,
Gabriel Cruz Freitas

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

FIQUE DE OLHO NA VALIDADE...

      Gostaria de comunicar a todos os diabéticos que acessam este blog de que a validade que consta na embalagem da insulina somente é válida fora de uso. Após a insulina começar a ser usada, esta só dura um mês.
      Além disso, aconselho a todos os usuários de insulina a não tentarem ultrapassar esse prazo (experiência própria), pois a insulina fica completamente ineficiente, praticamente não atuando no organismo.

Ass,
Gabriel Cruz Freitas

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

ESTAR GRÁVIDA COM DIABETES É POSSÍVEL!

      Mesmo que a diabetes gestacional (é a alteração na taxa de açúcar no sangue que aparece ou é diagnosticada durante a gravidez) seja considerada uma gravidez de alto risco, se os cuidados médicos na gestação ocorrerem com a devida importância, tudo pode correr tranquilamente.
      Nesse tipo de gravidez, duas situações podem ocorrer: A mulher que já tinha diabetes e engravida ou o aparecimento do diabetes em mulheres que antes não tinham a doença. Isso não impede que a gravidez seja tranquila, quando diagnosticada no início e após o nascimento do bebê e merece um acompanhamento adequado.
      Ocorrem várias mudanças hormonais durante a gravidez. Umas delas é o aumento da produção de hormônios, principalmente o lactogênio placentário, que pode prejudicar ou até bloquear a ação da insulina materna. Para algumas gestantes isso não se torna um problema por que o corpo compensa o desequilíbrio. Mas algumas mulheres não reagem dessa maneira, algumas tem um aumento glicêmico (característica da diabetes gestacional.)
      Com tantos riscos, é MUITO importante que as mães façam exames para checar a taxa de açúcar no sangue durante o pré-natal, já que o sintoma da doença não fica muito claro durante a gravidez pois alguns se confundem com a gestação, como: vontade de urinar toda hora, aumento no apetite e sensação de fraqueza.
      Cuidados com a mãe e o bebê devem ser redobrados.

PS.: Sempre consulte seu médico ou endocrinologista antes de seguir qualquer orientação deste blog.


Por,
Iara Balbino Dos Santos
http://guiadobebe.uol.com.br/gestantes/diabetes_gestacional.htm

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

CUIDADO PRA NÃO ESQUECER...

      Tudo tem suas vantagens. Até para nós, diabéticos (por incrível que pareça). Acontece que estudiosos da Universiadade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) descobriram que o tratamento com insulina fortalece as conexões entre os neurônios e evita o Alzheimer. De acordo com tais estudiosos, a insulina fortalece as conexões nervosas e praticamente anula os efeitos dos oligômeros.
      Além disto, a insulina é importante na formação das memórias, fator essencial para se revelar uma "possível" cura do mal de Alzheimer.

Ass,
Gabriel Cruz Freitas

Em busca de mais informações, acesse: G1 - Ciência e Saúde - Medicina

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

SER DIABÉTICO NÃO É O FIM DO MUNDO...

      Comer não tem que se tornar um martírio para o diabético.
      Você não tem que fazer uma dieta restritiva de todos os alimentos, apenas significa que você vai ter que ter mais cuidado com o que você come e nos efeitos que eles atribuem ao seu corpo.
      Você tem que rever a quantidade da comida e os níveis de glicose no sangue. E atenção aos carboidratos (no caso do tipo 1) e as  grandes quantidades de calorias (no caso do tipo 2), são eles os responsáveis por afetar muito os níveis de glicose, a gordura e as proteínas já não afetam tanto a glicose.
Tenha anotações precisas sobre a quantidade de alimentos que você está comendo, teste frequentemente o seu nível de glicose no sangue para ver o nível de insulina correspondente com o consumo de comida.

PS.: Não se esqueça de consultar sua (seu) médica (o).

Por,
Iara Balbino Dos Santos

sábado, 11 de setembro de 2010

O QUE É DIABETES 1.5???

      O diabetes tipo 1.5, mais conhecido como "diabetes duplo" e LADA (diabetes autoimune do adulto), é caracterizado pelo surgimento de alguns sintomas do tipo 2 no início, mudando para o tipo 1 depois.       Por causa da mudança de sintomas, muitos médicos ficaram confusos no início da doença, pois o diabetes tipo2 pode ser tratado através de dietas, porém o tipo 1 só pode ser tratado através de doses de insulina injetável.
      Mesmo com essa confusão, não é comum o tratamento com insulina...

Gabriel Cruz Freitas

terça-feira, 7 de setembro de 2010

O QUE É DIABETES TIPO 2?

      Ter esse tipo de diabetes significa a produção não suficiente de insulina (hormônio produzido no pâncreas) no organismo ou a incapacidade de usá-la de maneira correta.
      O Diabetes tipo 2 é mais comum em adultos acima de 40 anos, principalmente se estivesse acima do peso. Crianças e adolescentes acima do peso também correm o risco de ter esse tipo de diabetes.

Alguns Sintomas:
-Sede excessiva e ingestão de muito liquido.
-Perda ou ganho de peso.
-Visão embaçada.
-Infecções cutâneas.
-Cansaço.
-Cicatrização lenta.
-Sensações não comuns de formigamento, queimação e coceira na pele, normalmente nas mãos e pés.
      Uma observação: algumas pessoas não apresentam sintomas.

Como diagnosticar?
      O médico irá analisar os sintomas e fará um exame da taxa de açúcar no sangue ou também poderá analisar essa taxa de açúcar no sangue ou também poderá analisar essa taxa na amostra de urina.

Como tratar?
      A melhor forma é controlar o nível de açúcar no sangue. Exercícios físicos e alimentação.


A principal causa da diabetes do tipo 2 não é conhecida.


Por,
Iara Balbino dos Santos.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

O QUE É DIABETES TIPO 1???

      Agora vamos começar a focar na definição de cada tipo de Diabetes. Vamos falar agora sobre o tipo 1.
      Normalmente, esse tipo de Diabetes ocorre em crianças e adolescentes e é necessário o tratamento com insulina a longo prazo. É extremamente traiçoeiro, pois aparece de maneira abrupta, com vários sintomas de hiperglicemia, junto com perda de peso(ler post "HIPOGLICEMIA E HIPERGLICEMIA").
     

*Portanto, aconselho a qualquer um que esteja lendo essa postagem a fazer medições de glicemia anuais para não correr o risco de sofrer complicações (caso você fique diabético) como quase ocorreu comigo.*

Agradeço a compreensão,
Gabriel Cruz Freitas

Segue o link de pesquisa:
Diabetes Nos Cuidamos

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

NOVO MEDIDOR DE GLICOSE DA BAYER

      Já está no endereço da web da Bayer o seu mais novo aparelho: o Breeze 2!
      O diferencial deste aparelho é a sua praticidade no manuseio e manutenção, sem falar no seu sistema de tiras reagentes, que torna cada medição muito mais prática, segura e higiênica.
      Apesar de todas as vantagens, peço encarecidamente que todos os diabéticos que pretendam comprar este aparelho perguntem a seus médicos e/ou endocrinologistas se é lhes recomendável.
      O preço do aparelho está por volta de R$ 84,99, sem contar as promoções.



Mais informações, acesse: Bayer - Breeze 2
Gabriel Cruz Freitas

sábado, 21 de agosto de 2010

É MELHOR NÃO VACILAR...

      Atenção diabéticos! Nefropatia diabética é uma alteração nos vasos dos rins, fazendo com que tenha perda de proteína na urina. O órgão pode reduzir sua função lentamente, porém esta redução vai aumentando, até paralisar por completo. Ainda assim esse quadro pode ser controlado e existem vários exames que detectam o problema no inicio.
      No diabetes tipo 1 , a insuficiência renal progressiva ocorre em cerca de 50% dos pacientes. No tipo 2 , Há um crescente número dessa complicação.

Tratamento
      Na maior parte das pessoas com o diabetes, o bom controle das taxas de glicemia
previne a Nefropatia. Mesmo aqueles que já apresentam microalbuminúria
- presença de quantidades mínimas de proteínas (albumina) - na urina, o diabetes bem controlado evita a piora do quadro.
      Por isso, o tratamento adequado para o diabético e o controle da pressão arterial é considerado fundamental para evitar esta complicação, e em alguns casos pode até regredir o processo. Também é importante ter, o controle do colesterol, parar de fumar, ter uma dieta mais balanceada e até mesmo o uso de algumas medicações (sempre receitadas por um especialista).


Assinado,
Iara Balbino dos Santos

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

DOWNLOAD DE TABELA DE CONTAGEM CARBOIDRATOS

      Atenção diabéticos do tipo1!!!
      Logo abaixo há um link que dará acesso a uma página do site oficial da sanofi-aventis que tem vários links de download de livros, e, princialmente, um guia de contagem de carboidratos e um guia de aplicação de insulina.
      Aconselho também a fazer o download do livro "Sou diabético, e agora?", pois este me ajudou muito em minha adaptação a doença.
      Espero que sigam meu conselho, porém, antes de seguir as orientações dos livros,pergunte ao seu médico se são úteis para a sua dieta.


Assinado,
Gabriel Cruz Freitas

terça-feira, 17 de agosto de 2010

INFORMAÇÃO IMPORTANTE SOBRE A NOVA COLABORADORA

      Gostaria de informar aos nossos ilustres leitores que, devido a compromissos escolares, a colaboradora Iara Balbino não poderá fazer postagens com grande frequência.

Agradeço a compreensão,
Gabriel Cruz Freitas

domingo, 15 de agosto de 2010

HIPOGLICEMIA E HIPERGLICEMIA

      Leia o próximo parágrafo com bastante atenção, pois é essencial para a nossa sobrevivência e bem-estar (se você for diabético).
      Todo diabético fica em dois estados em relação a sua glicemia: estado de hipoglicemia e hiperglicemia.
      Por mais que estas consequencias da falta de tratamento do Diabetes ou do início deste pareçam inofensivas, mas na verdade são muito perigosas, podendo provocar  de desmaios até a morte.

Hiperglicemia
      A Hiperglicemia é o excesso de glicose (açúcar) no sangue. Os seus sintomas são:
  • Cansaço;
  • Perda de Peso;
  • Sede;
  • Visão Turva e
  • Necessidade Constante de Urinar
Hipoglicemia
      A Hipoglicemia é a falta de glicose no sangue. Os seus sintomas são:
  • Tremores;
  • Sono;
  • Cansaço;
  • Fome;
  • Sudorese (suor);
  • Tontura;
  • Inquietação durante o sono e
  • Confusão mental
      Gabriel Cruz Freitas

sábado, 14 de agosto de 2010

NOVA COLABORADORA EM BREVE!!!

Atenção galera!
Em breve este blog terá uma nova colabordora! Seu nome é Iara Balbino dos Santos. Ela não é diabética, portanto, sempre terá um link da pesquisa no fim de cada post.
Para facilitar a identificação de autoria, no final de cada postagem terá a assinatura do seu respectivo autor.

Agradeço a compreensão,
Gabriel Cruz Freitas

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

CUIDADO COM O QUE VOCÊ ANDA TOMANDO!!!

      Se você anda em busca de uma cura milagrosa do diabetes e, consequentemente, compra e ingere qualquer produto (natural e sintético), cuidado!
      Existe um produto chamado "Avandia" do laboratório britânico GlaxoSmithKline (GSK), utilizado contra o diabetes, aumena o risco de problemas cardiovasculares de 28% para 39%, porém nãofoi registrado nenhuma morte recorrente de infarto.


      É necessário que você, diabético, e você, não-diabético que possui um parente que compartilha da nossa doença, compreenda que o diabetes NÃO TEM CURA e que essa busca desesperada pode só provocar decepção.

Avandia pode aumentar risco de problema cardíaco - G1

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O QUE EU PRETENDO COM ESTE BLOG...

      Criei este blog pois, a três meses atrás, no dia posterior ao meu aniversário de 15 anos, descobri que tinha Diabetes do tipo 1 (Mellitus), que, para quem não sabe, é o tipo mais grave.
      A minha dificuldade de aceitação deveu-se principalmente ao fato de não ter feito ou deixado de fazer nada para propiciar o desenvolvimento desta doença, pois sempre mantive uma alimentação saudável e equiibrada e, para completar, sequer possuía histórico familiar.
     No início foi muito difícil lidar com a rotina do acompanhamento e tratamento dessa doença, com tantas anotações e que requer tantos cuidados e medições dos níveis de glicemia. Porém, com a ajuda dos meus familiares e amigos íntimos, ficou tudo mais fácil.
     Vou te dar alguns conselhos de alguém que já está adaptado e regularizado:
     É necessário que você, diabético, entenda que essa doença não é o fim do mundo. É somente uma limitação do seu corpo. O segredo é: ROTINA. Procure manter o "seu diário do diabético" (se o tiver) atualizado, para não se esquecer de fatos importantes na sua alimentação. Sempre coma no horário determinado e respeitando as quantidades determinadas pelo seu médico(a) ou endocrinologista(a), pois é essencial para a regularização da sua taxa de glicose no sangue. Nas raras vezes que não puder levar a dieta à risca, esteja atento às correções na dosagem dos medicamentos.
    Outro conselho é esquecer o açúcar. Os doces comuns não são essenciais para a sua vida. É claro que tudo que é Diet é bem mais caro, por isso te aconselho a comprar doces diets dentro das suas possibilidades financeiras e aproveite cada mordida destes, sem se esquecer que há no mercado produtos pretensamente dietéticos que não podem ser consumidos por diabéticos. Portanto, cuidado!!! Procure sempre se informar.
  Aprenda a saborear os outros alimentos, como: frutas, verduras, carnes, etc.
  Agora, um conselho final: Encare a diabetes com alegria. Claro que ela é uma doença crônica, que requer atenção, mas pode ser administrada com naturalidade, com humor e, ao mesmo tempo, com RESPONSABILIDADE.

Receba novidades via e-mail

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner